quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

A Bela Adormecida

Ontem tivemos o nosso primeiro presente de Natal! Fomos ao Teatro Camões assistir ao bailado, "A Bela Adormecida" da Companhia Nacional de Bailado!
Uma experiência maravilhosa, diferente e muito envolvente.


Pela sua natureza intrínseca, é no bailado clássico que as fadas e seus sortilégios encontram terreno propício para sobreviverem no nosso imaginário, seja ele adulto ou infantil. O elemento fantasia dos contos é transportado para o bailado, no qual é reforçado por ações físicas e por uma gestualidade etérea dos bailarinos que imprime à narrativa teatral uma noção de imponderabilidade e magia que parece desafiar a gravidade. Por que persistimos então em nos sentir atraídos pelo mundo irreal desses contos e bailados? Muito simples. Porque não foram escritos ou dançados por fadas, mas sim por seres de carne e osso como todos nós.

Rui Esteves, fevereiro de 2012

1 comentário:

Margaridas disse...

Para meu desconsolo, a Inês não ficou convencida, quando lhe sugeri nova ida ao ballet disse logo 'oh não, mas é tantoooooooooooo tempo!' :)